Fiat Uno. Econômico, barato e resistente, sempre.

Depois de termos contado toda a história do Uno, desde de seu surgimento na Itália, sua vinda ao Brasil, falaremos sobre seu maior feito, a denominação de um novo nicho de mercado, o de Carros Populares.

Com relação ao mercado e a economia do país, o Fiat Uno foi um divisor de águas. As concessionarias da Fiat bombaram de vender o carro que caiu no gosto e no bolso do povo brasileiro.

Pequeno, econômico, barato e resistente. Características que colocaram o Uno como o carro mais vendido do Brasil durante anos. O estouro de vendas também fez com que outras montadoras se coçassem, já que o mercado automobilístico se encontrava dormindo, pois muitos anos se passaram sem que as fábricas produzissem carro pra população e não para a classe alta.

Com o valor dos carros alto, pra época, a Fiat fez o inesperado, lançou um carro popular tirando o peso nos acabamentos e nas comodidades e fazendo um carro que fosse simplesmente um automóvel, sem luxo e sem pretensão de atingir as outras faixas, simplesmente focado nos carros populares.

Nota-se na história econômica do país um "Buumm" nas vendas de carros, o que fez com que surgisse rapidamente os concorrentes, como o Corsa da Chevrolet, Fiesta da Ford e é claro o readaptado Gol da VW. Pressionado, o Uno se destacava pelo preço e pela economia. O baixo consumo pra época e a utilização em massa dos motores 1.0 fez com que a fiat pudesse comemorar muitos anos com este modelo.

Ainda mais que ao cair no gosto popular, o carro não perde seu valor de revenda no mercado de carros usados.  Como o carro era barato, chegando a impressionantes R$ 9.990,00 a unidade, lembra? Pois é, com este valor as ruas ficaram cheias de Uno e o mercado de usado também aqueceu no seu auge.

Digamos que o Fiat Uno, junto com o Gol, preencheram rapidamente a carência da população por carros populares.  Por essa e por outras, o Uno segue sendo um dos líderes de vendas principalmente pra indústrias que vivem renovando sua frota com o Uno. Barato, econômico e resistente, as empresas não precisavam de mais nada.

Parabéns ao UNO, que além de revolucionar o mercado na época, criou um novo mercado, o que hoje envolve a maior quantidades de carros se dividirmos em segmentos.

Que a história deste carro siga durante muitos anos mais, mesmo que algumas pessoas não vejam as vantagens do carro, ele foi um precursor na sua época e no seu segmento. Poucos carros conseguiram essa proeza. O Uno entra no rol dos carros mais importantes da industria brasileira, assim como o Fusca, Chevette, Opala e Gol.

2 comentários
  1. fernando lemos
  2. ingo

Deixe um comentário