Recurso de Multa

Muitas pessoas buscam por recurso de multa de transito na internet. Na verdade, quando são autuadas por uma infração de trânsito, seja por qualquer artigo, a pessoa não sabe como agir, Modelos de Recurso de Multas Prontos. Elas só precisam de orientação de como proceder diante de uma multa que, em alguns casos, de uma infração que ela não cometeu.

Recurso de Multa

As pessoas não sabem, por exemplo, como agira diante de uma multa por infração ao artigo 167, que exige o uso de cinto de segurança do passageiro do banco traseiro, por exemplo. Até porque muitas pessoas não sabem que há essa obrigatoriedade. Então elas buscam um recurso de multa específico para cada infração. Recebemos aqui e-mail de leitores perguntando o que fazer para criar um recurso de multa específico, se um modelo de recurso serve para outros tipos de multa ou como fazer em casos como (emprestei meu carro e a pessoa levou uma multa). Como transferir a responsabilidade? Como transferir os pontos?

Recurso de Multa

Recurso de Multa

Não é preciso um advogado ou despachante para fazer a defesa de autuação de trânsito e o recurso de multa. Na verdade, antes de receber a multa própriamente dita, o Detran envia uma carta avisando da infração, nela há todas as informações que você precisa para recorrer e também para transferir a multa, os pontos e a responsabilidade para o condutor do carro no momento da multa caso você não seja o motorista infrator.

Mas fique atento: para fazer a transferência da multa e dos pontos há uma data limite especificada pelo Detran nessa carta. Você pode fazer essa transferência por correio mesmo, mas lembre-se de guardar o comprovante do envio da carta dentro do prazo, pois em caso de greve dos correios, você terá como provar ao Detran que fez tudo dentro dos limites especificados.

Caso você não tenha cometido a infração - ou ache que a multa é injusta, você pode pegar o
modelo de recurso de multa de trânsito que publicamos aqui no site e levar até o Detran. Lá havera o processo simples onde você pode ser inocentado e a multa perdera o valor. Mas lembre-se: mesmo que você deseje entrar com o recurso, é preciso PAGAR a multa. Caso você ganhe o processo, o Detran ou órgão responsável (como o Jari e Denatran) vai devolver o dinheiro. O problema é que esse processo costuma demorar algum tempo (as vezes alguns anos) para se concluir.

Se você não cometeu a infração e o Detran enviar uma fotografia do seu carro, a chance do seu veículo ter sido clonado é grande.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), não existe na legislação de trânsito uma regra específica para carros clonados. Assim, só resta ao proprietário recorrer ao Denatran com a justificativa de que não cometeu a multa ou se descobrir que o carro que dirige é clonado.

No caso da justificativa, ela deverá ser escrita à mão e, de preferência, com algum documento anexo que prove o local onde estava o verdadeiro carro no momento da infração, como um bilhete de estacionamento. No site do Denatran há as instruções para o procedimento. Já para descobrir se o carro está irregular, basta fazer uma vistoria de chassi no Ciretran (Circunscricional Regional de Trânsito) da cidade.

13 comentários
  1. Luana
  2. Adriana cordeiro da silva
  3. rafaela
  4. ROBSON
  5. JOUBERT CASTRO
  6. Salvador
  7. Edmilson
  8. David Messina
  9. Osvaldo leme
  10. CLAUDIONOR T DOS SANTOS.
  11. DOUGLAS DA SILVA COSTA
  12. André Barreto barroso
  13. André Barreto barroso

Deixe um comentário